Asked By: Zachary Rogers Date: created: May 13 2023

Quem tem alergia a sulfato de níquel pode fazer tatuagem

Answered By: Alexander Price Date: created: May 15 2023

Alergia: algumas células da pele reagem ao contato com alguns metais e o corpo considera a substância como um invasor, enviando rapidamente uma resposta inflamatória. Se você sofre com alergias a bijuterias, já deve ter percebido que tocar moedas, joias e até mesmo maçanetas pode desencadear uma reação, conhecida como dermatite alérgica.

  • Mas, você vai se surpreender ao descobrir que alguns metais podem se esconder em outros itens com os quais você entra em contato todos os dias.
  • Segundo o Dr.
  • Daniel Benitti, cirurgião vascular que atende em São Paulo e em Campinas, as hipersensibilidades a bijuterias são, na realidade, a metais, e funcionam como qualquer outra alergia.

“Algumas células da pele reagem ao contato com alguns metais e o corpo considera a substância como um invasor, enviando rapidamente uma resposta inflamatória. O resultado: vermelhidão, coceira, inchaço ou erupção cutânea, com bolhas ou descamação da pele no local.

Os sintomas da alergia podem variar de leve a grave, por isso, o conhecimento sobre o assunto é muito importante”, explica. LEIA TAMBÉM: Aromaterapia para acalmar a mente e aliviar a dor Qualquer metal pode causar alergia, contudo o níquel, o cobalto e o cromo são os mais comuns. Além disso, a maioria dos fabricantes usa níquel e cobalto para formar uma liga com outros metais, comumente encontrados em joias de qualidade inferior, como bijuterias.

Se você apresenta alergia a níquel, cobalto ou cromo (o que pode ser confirmado em um exame de alergia), recomenda-se trocar bijuterias por joias feitas com metais de alta qualidade. LEIA TAMBÉM: Vitaminas e suplementos que ajudam o sistema imunológico LEIA TAMBÉM: Por que é importante deixar as unhas sem esmaltes, principalmente no verão? LEIA TAMBÉM: Lúpus Os metais com MENOR probabilidade de causar alergia são:

Cobre; Ouro amarelo; Platina; Aço inoxidável; Prata de lei (925 e 950).

Da mesma forma, deve-se evitar o ouro branco e peças banhadas, pois muitas vezes estas peças são ligadas a níquel e cobalto. É importante sempre lembrar que existem outras fontes de exposição a estes metais que podem causar as mesmas reações alérgicas. Confira abaixo e surpreenda-se:

Tintas de tatuagem: algumas podem conter cobalto e outros metais pesados. Por isso, caso você tenha uma pele sensível, o ideal seria adiar a ideia da tatuagem. Celulares: se você tem alergia a níquel ou cobalto, o telefone é uma possível fonte de exposição.

LEIA TAMBÉM: Por que temos a falsa sensação de que o celular está vibrando?

Armações de óculos: como as joias, as armações são, às vezes, ligadas com níquel ou cobalto. Se você suspeitar que elas estão causando alergia, opte pelas feitas com aço inoxidável ou acrílico. Peças de vestuário: se você é como a maioria das pessoas, provavelmente não pensa no botão do jeans. Mas eles, os rebites e os zíperes são possíveis fontes de exposição ao metal. Cosméticos e sabonetes: antes de colocá-los no rosto, confira o rótulo dos produtos. Delineadores, sombras e alguns sabonetes podem conter cromo sob a forma de cromatos. Próteses e stents: dispositivos implantáveis, como articulações artificiais, placas, hastes, pinos e stents são geralmente feitos de titânio. Se você tem alergia a qualquer metal, a chance de ter hipersensibilidade ao titânio é maior e o ideal seria fazer um teste antes da cirurgia.

O teste de skin patch ou epicutâneo pode ajudar a descobrir se você tem alergia a algum metal. Para fazer este exame o ideal é passar em consulta com um dermatologista, Para consultas com a dermatologista Dra. Cintia Volpini, ligue para (19) 3233-4123 ou (19) 3233-7911.

Asked By: Jackson Johnson Date: created: Feb 12 2023

Tem níquel na tinta de tatuagem

Answered By: Carl Cooper Date: created: Feb 12 2023

Você tem uma tatuagem? Não é novidade nenhuma que as pessoas estão cada vez mais entusiasmas ao fazerem tatuagens, sendo que é uma cultura presente em todos os lugares, como Europa e na América do Norte. E com toda essa tinta, há um número crescente de efeitos colaterais relacionados à tatuagem.

Existem dezenas de alérgenos conhecidos em tintas de tatuagem, incluindo substâncias metálicas e pigmentos orgânicos, que permanecem relativamente sem controle na América do Norte. Yolanda Hedberg, presidente de pesquisa da Western no Canadá em ciência da corrosão, liderou um estudo sobre tintas de tatuagem na Suécia, em colaboração com outros pesquisadores do KTH Royal Institute of Technology, do Centro de Medicina Ocupacional e Ambiental e da Universidade de Graz, na Áustria.

Os pesquisadores analisaram 73 amostras de tinta de tatuagem coletadas de fornecedores e varejistas online, muitos dos quais foram fabricados nos Estados Unidos, e descobriram que a maioria não atende aos padrões da indústria. As reações alérgicas podem ocorrer muito depois da modificação corporal.

As alergias cutâneas ocorrem quando o sistema imunológico do corpo reage a uma substância química estranha. A legislação europeia e sueca exige que os fabricantes declarem informações sobre o conteúdo, nome e endereço do fabricante, além de data mínima de durabilidade, esterilidade, número do lote e armazenamento legível no rótulo do produto para tintas de tatuagem.

Também há outras restrições para o conteúdo máximo de certos metais e impurezas, bem como recomendações para evitar certos pigmentos. De acordo com Hedberg – professor do departamento de química da Western – a legislação de tinta para tatuagem no Canadá e nos Estados Unido s é muito mais flexível e esse não seria o único problema: “Quase todas as pessoas no mundo podem fazer o pedido online de quase todas as tintas de tatuagem que desejarem.” Com isso, 93% das amostras violou os requisitos legislativos europeus.

Dia da Imunização: Qual a função e como são produzidas as vacinas? O que preciso saber sobre a vacina da Pfizer e BioNTech? Sequelas da covid-19: quais são, afetam quem e qual o grupo de risco?

A química das tintas de tatuagem é potencialmente ainda mais perigosa. Isso porque os traços de metais potencialmente nocivos, níquel e cromo, estavam presentes em todas as amostras. Ademais, algumas outras impurezas como arsênio, mercúrio e chumbo também estavam presentes em uma amostra cada.

As tintas da cor azul e verde continham cobre, que excedeu o limite europeu de restrição em três amostras. Vários outros pigmentos, que foram proibidos ou declarados como não adequados, foram encontrados em 61 por cento das tintas de tatuagem, incluindo pigmento vermelho 22, pigmento vermelho 170, pigmento azul 15, pigmento verde 7, pigmento violeta 23, pigmento vermelho 122, e pigmento violeta 19.

“Este estudo sugere que as tintas de tatuagem devem ser mais bem controladas e os consumidores devem ser mais cuidadosos”, concluiu Hedberg. Fonte: Medical Xpress Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal! Gabriela Bulhões é redator(a) no Olhar Digital

Quem tem algum tipo de alergia pode fazer tatuagem?

Tatuagem de segurança alerta para alergias e doenças crônicas A tatuagem tem se tornado algo cada vez mais comum entre, principalmente entre os mais jovens. Mas também tem sido aliada na área da saúde.

  • São as tatuagens de segurança, tendência que tem ganhado espaço entre pessoas com doenças crônicas, alérgicas a medicamentos e portadores de outros problemas sérios de saúde.
  • Caso do paciente diabético que, com medo de desmaiar e receber uma medicação inadequada, tatua o nome da doença: diabetes tipo 1 ou tipo 2.
  • Geralmente, o alerta é tatuado no antebraço (dobra do cotovelo), onde normalmente é injetado o medicamento na veia e fica de fácil visão, segundo a empresária e tatuadora Ana Savoy.

A professora de português e inglês Elis Netto Neves, 29 anos, moradora no Aricanduva (zona leste), tem fibrose cística, doença de origem genética que afeta pulmões, pâncreas e sistema digestivo. Foi diagnosticada aos dois meses de idade. Durante a 9ª Tattoo Week, que ocorreu em São Paulo no fim de outubro, Elis tatuou gratuitamente no braço direito a CID (Classificação Internacional da Doença), mais os nomes dos medicamentos a que diz ser alérgica: AAS (ácido acetilsalicílico), penicilina e corticoide. Quem Tem Alergia A Sulfato De Niquel Pode Fazer Tatuagem A professora de inglês e português Elis Netto Neves, 29 anos, mostra a tatuagem que fez no antebraço com alerta de que tem fibrose cística (doença genética) e alergia a alguns medicamentos – Ronny Santos/Folhapress “Espero que auxilie bastante. Já cansei de bater boca no hospital por conta de medicação errada”, afirma a professora, que chamou a atenção dos seus alunos com a novidade gravada no braço.

  1. Muitos disseram que recomendariam as tatuagens de segurança aos familiares”, conta.
  2. Apavorada com os efeitos colaterais que o medicamento plasil lhe causa se aplicado na veia (crises de ansiedade e pânico, entre outros), a relações públicas Bruna de Abreu Moreira, 33 anos, da região do Guarapiranga (zona sul), tatuou o alerta.

“Eu resolvi tatuar no braço direito, caso tenha uma crise em algum lugar. Escrevi no papel o nome do medicamento para ser repassado na pele”, diz Bruna. Segundo os médicos, os efeitos do plasil, nome comercial da substância metoclopramida, podem provocar essa reação relatada originária no sistema nervoso. Quem Tem Alergia A Sulfato De Niquel Pode Fazer Tatuagem Bruna de Abreu Moreira, 33 anos, é alérgica a plasil; ela tatuou o alerta na Tattoo Week – Zanone Fraissat/Folhapress Diretor da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, o alergista Marcelo Aun, 38 anos, não recomenda a tatuagem de segurança nos casos de alergia.

  1. A primeira coisa a fazer é a pessoa procurar pelo médico especialista.
  2. A maioria nem investigou e tatua na pele que é alérgico”, diz.
  3. O médico explica que os diagnósticos de alergia são bem mais complexos e podem não ser definitivos.
  4. Ao contrário, por exemplo, de um paciente diabético.
  5. Alguns pacientes fazem sua lista de alergias, muitas vezes inadequadas.

Alergia não é para sempre muitas vezes”, critica o especialista. Nos casos das pessoas diagnosticadas alérgicas, Aun explica que o médico sempre emite um documento. Ele recomenda aos pacientes que reproduzam uma cópia reduzida plastificada e coloquem junto ao RG.

  1. No hospital, mesmo quando o paciente chega em uma situação de emergência e sozinho, o funcionário sempre buscará por um documento da pessoa para abertura da ficha.
  2. Durante a 9ª Tattoo Week 2019, maior feira de tatuagem do país e ocorrida no São Paulo Expo, 380 pessoas participaram de ação social coordenada pela Tattoo do Bem, em parceria com o projeto Arte com Paixão.
  3. Deste total, 350, entre diabéticos, hipertensos e alérgicos cadastrados previamente, ganharam as tatuagens de segurança.

Marcelo Rogatte, 39 anos, 20 como tatuador em Mogi Mirim (151 km de SP), participou pela primeira vez da ação. Nas suas contas, ao menos, 20 tatuagens de alerta foram feitas, entre elas, de diabetes tipo 1. Ele se recordou da amiga que morreu, segundo o tatuador, por ter ingerido medicamento errado no hospital, após ter desmaiado na rua.

  • Se ela tivesse tatuado no braço o problema que tinha, acho que a teria se salvado”, afirma o tatuador.
  • A dona de casa Adriana Aparecida da Silva, 38 anos, que mora em São Mateus (zona leste), foi uma das tatuadas no braço direito por Rogatte.
  • É uma garantia para mim”, diz Adriana, que há 12 anos foi diagnosticada com miastenia gravis, doença neuromuscular autoimune que provoca fraqueza.

Silvia Maria Alves Pereira, 52 anos, de Jundiaí (58 km de SP), afirma ser alérgica, desde os 17, a três medicamentos e uma substância. Ela foi à feira e fez sua tatuagem. “Cheguei com medo, mas ela me acolheu e me apoiou.”

  • Além das tatuagens de segurança gratuitas oferecidas na Tattoo do Bem, mulheres que venceram o câncer de mama também foram beneficiadas na ação solidária realizada na feira de tatuagens.
  • Desde 2012, o projeto Arte com Paixão devolve a autoestima à mulher que se viu obrigada a fazer mastectomia (procedimento para a retirada da mama), uma das fases mais complicadas da doença.
  • Com o auxílio da tatuagem cosmética e da técnica de micropigmentação, é possível redesenhar as aréolas (círculo pigmentado em torno dos mamilos) das pacientes que precisaram reconstruir os seios, após o tratamento da doença.
You might be interested:  Quem Tem Alergia A Camarao Pode Comer Trilha

“Antes, a mulher evita de se olhar no espelho. Depois tudo muda”, afirma a idealizadora do projeto Ana Savoy, tatuadora e micropigmentadora de Campinas (93 km de SP). Com a doença e as sessões de quimioterapia, há também a perda dos pelos das sobrancelhas.

  • A técnica de micropigmentação permite que os contornos sejam refeitos.
  • Durante a Tatto do Bem, dos 380 procedimentos gratuitos realizados, 30 foram de aréolas e sobrancelhas, segundo Ana, que coordenou a ação social.
  • Dona de um instituto de estética, Ana não cobra pelo serviço das pacientes oncológicas.

“É o meu dízimo”, diz, emocionada. : Tatuagem de segurança alerta para alergias e doenças crônicas

Quem tem alergia a corante pode fazer tatuagem?

Como Posso Me prevenir? – Perguntando ao seu tatuador sobre as tintas utilizadas. No Brasil existem algumas marcas – nacionais e internacionais – que são legalizadas pela ANVISA para uso em estúdios de tatuagem. Em sua visita ao estúdio, pergunte com quais marcas o profissional trabalha e se há alguma cor com risco de maior de reação alérgica.

Como curar alergia ao níquel?

Dermatite de contato com níquel – A dermatite de contato por metais é mais comum com cromo, cobalto e níquel. No níquel especificamente, a reação se dá pelo contato ou ingestão do hexaidrato de níquel, de sulfato de níquel ou outro composto. Esses compostos são amplamente aplicados na produção de joias, moedas, botões de metal, chaves, grampos de papel, óculos, tinturas do esmalte, fiação elétrica, entre outros utensílios. Desde 2008, a Sociedade Norte Americana de Dermatite de Contato declarou o níquel como alergênico. Vamos aos sintomas mais comuns da Dermatite de contato com níquel:

  • eritema, o famoso vermelhão na pele;
  • descamação da área de contato;
  • vesícula (comumente chamada de bolhas de água);
  • pruritus (desconforto na pele, que pode gerar a descamação);
  • dermatite e eczema (inflamação e rachamento da pele).

Esses sintomas se dão na área de contato com o níquel, que fica vermelha e com aspecto semelhante ao da sarna, com bolhas ou pigmentos. Os locais mais comumente afetados pela dermatite de contato com níquel são:

  • dedos – causada por anéis e alianças;
  • pulsos – causada por correntes ou braceletes de relógio;
  • lóbulos da orelha – causada aos brincos de contenção;
  • peito e abdômen – causada por botões de brim;
  • mãos e antebraços – causada pelo manuseio de ferramentas ou equipamentos.

A DCI é causada pelo contato da pele com haptenos de acordo com a tolerância individual da pessoa, bem como o tempo de exposição. A reação é uma resposta não controlada do organismo e a perda dos mecanismos de tolerância. A prevalência dos sintomas ocorre conforme o tempo de exposição e sua frequência.

Além disso, o níquel presente em alimentos também pode gerar reações adversas. O níquel dietético está presente em uma série de alimentos como pera, cereja, pêssego, frutos secos como passas, soja, amendoim, feijão, aspargo, salsa, cebola, cogumelos, couve, espinafre, tomate, arenque, atum, sardinha, cavala, além de crustáceos, molhos para salada e bebidas (café, chás, cerveja, etc).

A ingestão dietética do níquel pode causar respostas sistêmicas em pessoas alérgicas. O quadro é chamado pompholyx, um tipo de eczema que causa irritação, além de bolhas no antebraço, mãos e pés. Muitas vezes, esses alimentos não causam qualquer manifestação, mas isso vai depender do grau de tolerância do indivíduo e quantidade de níquel absorvida pelo organismo.

  • Outras substâncias podem reduzir a ação desses alimentos e podem ser consumidas juntamente para evitar as reações alérgicas.
  • Homens e mulheres de qualquer idade estão suscetíveis a este tipo de alergia e, uma vez manifestada, o problema pode persistir.
  • Como evidenciado na pesquisa destacada anteriormente, é mais comum em mulheres, pelo costume delas de usar joias como brincos, piercings, anéis e correntes.

O grau de reação varia de acordo com o indivíduo e sua tolerância. Algumas pessoas, mesmo com um breve contato com um utensílio de níquel, apresentam reações adversas, enquanto outras só apresentam alguma reação após anos de contato com o material. A DCI pode ser tratada em casa quando os sintomas são leves. Nesses casos, é necessário usar compressas diluídas em vinagre para reduzir a ação do níquel. Se receitado pelo dermatologista, o paciente pode aplicar esteróides tópicos (pomada, creme ou gel) na área afetada pela Quando a pele foi afetada e está ressecada ou com lesões que parecem sarnas, o tratamento se dá com cremes emolientes, que restauram a emulsão de óleo da epiderme, criando um “manto hidrolipídico” ou “barreira cutânea” que protege a superfície da pele.

  • Se houver infecção secundária por bactérias, o dermatologista pode receitar um antibiótico.
  • Aos pacientes com alto nível de alergia ao níquel são orientados a evitar determinados alimentos processados e enlatados.
  • A maioria das carnes, vegetais, peixes e demais produtos de origem láctea são seguros, contudo, a concentração de níquel pode ser diferente de acordo com a região.

Por se tratar de uma condição circunstancial, a prevenção ainda é a melhor forma de evitar a dermatite pelo contato com níquel. Pacientes já diagnosticados devem evitar totalmente qualquer contato de pele com níquel, como o uso de joias (colares, brincos, braceletes, correntes, relógios, ganchos, botões, etc).

Asked By: Morgan Cooper Date: created: Jun 10 2023

O que é alergia a sulfato de níquel

Answered By: Jackson Clark Date: created: Jun 11 2023

Alergias causadas pelo níquel » » Alergias causadas pelo níquel Você conhece o sulfato de níquel? É um metal muito utilizado na confecção de diversos produtos usados diariamente. Para se ter uma ideia da presença do sulfato de níquel, podemos encontra-lo em brincos, colares, anéis, moedas, maçanetas, lâminas de barbear ou em botões, cintos e apliques metálicos para roupas.

Além de agulhas e alfinetes, pulseiras de relógio, e até nas panelas, talheres e utensílios domésticos entre outros usos. O grande problema do sulfato de níquel se deve aos casos de reação alérgica que ele pode causar, e as chances são elevadas devido ao grande número de produtos que contém o metal. Mas por que isso ocorre? Ao manter contato com o sulfato de níquel, a pessoa pode apresentar sintomas na hora ou horas depois.

A alergia que se desenvolve com o contato pelo sulfato de níquel pode ser notada por uma coceira no local onde a pele teve contato com o níquel, podendo a reação alérgica ser imediata ou levar alguns dias para aparecer. Depois da coceira, pode surgir o avermelhamento, formando um inchaço (edema) que pode se transformar em uma inflamação (eczema) ou, endurecimento da pele com vazamento de um líquido claro.

  • A maior surpresa fica para o fato de que o sulfato de níquel também é encontrado em alimentos.
  • Chocolate, a gordura hidrogenada, feijão, e até nozes, ervilhas secas ou cereais podem conter o metal.
  • Por isso, uma pessoa que é sensível pode desenvolver sintomas alérgicos.
  • Para evitar a dermatite de contato por sulfato de níquel é simples: evite usar materiais que tenham sido banhados no metal, ou não ingerindo alimentos que contenham níquel.

No caso de botões de calças jeans, podemos revestí-los com tecidos e escolher produtos de níquel que sejam revestidos com outros materiais. Por exemplo, escolha utensílios domésticos que tenham cabo de plástico, prefira bijuterias de aço ou titânio, use panelas de teflon, ágata ou aço inoxidável e até os óculos podem ter a alternativa de aros de plástico.

Asked By: Elijah Johnson Date: created: Feb 13 2023

Tem tinta antialérgica para tatuagem

Answered By: David Rivera Date: created: Feb 15 2023

Boa tarde Marcos, Foi feito contato com você via WhatsApp para esclarecimento da dúvida em questão, todas as informações sobre nossas tintas foram devidamente encaminhadas e esclarecidas,em seguida enviamos também a bula para uma verificação mais detalhada e deixamos nosso contato do SAC ELECTRIC INK para qualquer dúvida posterior.

Reafirmamos que nossos pigmentos não possuem nenhum tipo de metal em sua composição. Os nossos produtos são de origem vegetal. São orgânicos e inorgânicos. Inclusive a glicerina é Vegan. Não realizamos testes em animais. Nossos produtos são 100% fabricados no Brasil e distribuídos pelo mundo e passam pelo mesmo controle de qualidade.

O teste de alergia deve ser realizado por um médico! Porem deve-se levar em conta o ambiente em que será realizado o procedimento, assim como a qualidade dos demais materiais/produtos, como luvas, mascaras, jalecos, capa protetora para máquina, biqueiras descartável, agulhas esterilizadas, validade das tintas e etc.

Como saber se tenho alergia a tatuagem antes de fazer?

Como identificar que a tatuagem está causando alergia? – Ao fazer uma tatuagem, é preciso ter muita atenção ao comportamento da pele, especialmente, nos dias subsequentes da sua realização. Afinal, qualquer sinal diferente pode ser indício de uma reação alérgica. Entre os principais sintomas que comprovam que tatuagem pode causar alergia, estão:

Região com aspecto inchado. Vermelhidão excessiva ao redor da tatuagem. Muita coceira. Pequenas bolhas. Pele descamada.

Muito desses sintomas podem ser confundidos com o processo de cicatrização normal e esperado da tatuagem, e o quadro tende a ser identificado a partir da intensidade de sua manifestação. Durante o processo de formação das cascas, pode ocorrer coceira e até uma leve vermelhidão.

Asked By: Alex Diaz Date: created: Feb 26 2023

O que acontece se tiver alergia a tinta da tatuagem

Answered By: Gregory Collins Date: created: Feb 27 2023

Dermatite fotoalrgica ao pigmento azul de tatuagens: relato de um caso e breve reviso da literatura Photoallergic dermatitis due to the blue pigment in tattoos: a case report and brief literature review Fbio Augusto Peroni Garcia; Aline Centenaro Cintra; Flvia Garcia MIchalichen; Flvia Regina Ferreira No foram declarados conflitos de interesse associados publicao deste artigo.

  • A prtica de tatuagens muito antiga e atualmente tornou-se extremamente popular, porm traz consigo riscos que no podem ser ignorados.
  • As tintas utilizadas nas tatuagens so um fator importante para o aparecimento de reaes adversas.
  • A reao de hipersensibilidade aos pigmentos das tintas uma das mais comuns.

Entre elas, encontram-se reaes alrgicas tipo dermatites de contato ou reaes de fotossensibilidade, sendo esta ltima o motivo deste relato. O tratamento indicado o uso de corticoides e a fotoproteo. Neste artigo, discorreremos especificamente sobre a reao de fotossensibilidade ao pigmento azul, com o relato de um caso e breve reviso da literatura.

Descritores: Tatuagem, pigmentao, cobalto, dermatite fotoalrgica. INTRODUO Os primeiros registros de tatuagem datam de muitos anos antes de Cristo, tendo sido detectados em uma mmia de 5.300 anos, em 1991, e possivelmente relacionados a rituais religiosos e teraputicos 1,2, Atualmente a prtica das tatuagens encontra-se mundialmente difundida.

De acordo com cada perodo ou lugar, as tatuagens apresentaram diferentes significados. No antigo Egito remetiam fertilidade e nobreza; j entre romanos e gregos, podiam ter conotao positiva (identificando grupos religiosos) ou negativa (identificando escravos e criminosos) 1,

  • As tatuagens chegaram ao ocidente, inicialmente Europa, por meio do capito John Cook, que, aps uma expedio ao Taiti e s ilhas do Pacfico Sul, em 1769, teve contato com esta prtica.
  • Nestas regies era chamada de “tatatau” ou “tattau”, uma onomatopeia referente ao som dos instrumentos na pele, a qual originou o termo ingls “tattoo”, ainda usado atualmente 1,

Desde ento, as tatuagens vm sendo utilizadas por grupos diversos de indivduos – desde presidirios at cones da msica – com os mais diferentes significados, e pelos mais diversos motivos. Atualmente, as pessoas se tatuam visando expressar sua individualidade, promover alguma melhoria esttica, ou apenas por modismo, sem necessariamente vincular a estas algum significado 1,

Apesar de tratar-se de uma prtica antiga e atualmente extremamente popular, cabe ressaltar que as tatuagens trazem consigo riscos que no podem, nem devem ser ignorados. Entre eles, incluem-se: reaes inflamatrias/alrgicas, infeces, neoplasias, e tambm problemas associados a procedimentos mdicos, ou a sua remoo 1,

You might be interested:  Quanto Tempo Leva Para Sumir Manchas De Alergia

As tintas utilizadas para as tatuagens so importante fator determinante de reaes adversas devido a seus componentes, e podem causar principalmente importantes reaes inflamatrias/alrgicas 1, Neste artigo, abordamos especificamente a reao de fotossensibilidade ao pigmento azul, ilustrando-a com o relato de um caso.

  1. CASO CLNICO Paciente do sexo masculino, 27 anos, branco referindo prurido intenso aps exposio solar prolongada sobre tatuagem no brao direito.
  2. Ao exame dermatolgico observavam-se no brao direito (rea da tatuagem): ppulas eritematosas isoladas e confluentes formando placas, discretamente liquenificadas localizadas predominantemente sobre rea do pigmento azul da tatuagem (Figuras 1 e 2).

Paciente referia realizao desta tatuagem h um ano, medindo cerca de 21 x 12 cm e com predomnio dos pigmentos preto, azul, vermelho e amarelo. Negava qualquer sintomatologia prvia. Comorbidades ausentes. O tratamento proposto foi o uso de corticoterapia tpica de alta potncia, anti-histamnicos e fotoproteo. Figura 1 Ppulas ora isoladas, ora confluentes formando placas, com predomnio sobre rea do pigmento azul da tatuagem Figura 2 Maior detalhe Figura 3 Pr e ps-tratamento (10 dias) DISCUSSO As tatuagens so muito comuns na atualidade e apresentam riscos sade, incluindo: reaes inflamatrias/alrgicas, infeces, neoplasias, alm de problemas associados a procedimentos mdicos ou a sua remoo. Destes, apenas as infeces podem ocorrer sem qualquer tipo de relao com as tintas utilizadas.

No entanto, estas (tintas) tambm podem estar contaminadas e determinar quadros infecciosos 1, As reaes mais comuns s tatuagens so: prurido, ppulas, edema intermitente e cicatrizes no stio da tatuagem 3, As tintas utilizadas nas tatuagens possuem diferentes composies, cuja estrutura qumica e toxicidade ainda so pouco conhecidas 1,

Geralmente so compostas por solventes, aditivos e pigmentos (inorgnicos, orgnicos ou nanopartculas) 4, Os pigmentos podem ser classificados em trs grupos, baseados em sua origem: pigmentos vegetais, pigmentos inorgnicos (produzidos a partir de minerais) e pigmentos orgnicos (produzidos sinteticamente) 5,

  • Muitos pigmentos inorgnicos como metais esto relacionados toxicidade, sendo frequentes: o mercrio nas tintas vermelhas, o cdmio nas tintas amarelas e vermelhas, o carvo nas tintas negras, o cromo nas verdes e o cobalto nas azuis 1,
  • As tintas que mais causam reaes so as de colorao vermelha 6,
  • Apesar das tintas das tatuagens modernas se-rem compostas em sua maior parte por pigmentos orgnicos, os metais pesados ainda so relevantes e encontram-se presentes na forma de aditivos, cromforos ou contaminantes.

Elucidar o papel dos sais metlicos nas reaes alrgicas no fcil. Isto se deve ao fato dos testes alrgicos no reproduzirem corretamente a fisiopatologia da tatuagem e tambm ao fato das tintas conterem em sua composio aditivos e sais metlicos que podem causar reaes alrgicas 7,

Uma das reaes mais observadas a reao de hipersensibilidade aos pigmentos das tintas, que pode ser precoce ou tardia e ocorrer de forma localizada ou generalizada. Dentro das reaes de hipersensibilidade, encontram-se as dermatites de contato e as reaes de fotossensibilidade 2, As reaes de fotossensibilidade so aquelas em que o pigmento contido em determinada tinta reage com a radiao solar levando a uma inflamao, com presena de edema, ardor e, principalmente, prurido, sendo restritos ao local da tinta especfica.

So descritas principalmente nas tatuagens vermelhas, pretas e azuis 8, O mecanismo envolvido a hipersensibilidade mediada por clulas (tardia ou do tipo IV), sendo a radiao solar necessria para converter o pigmento da tatuagem num composto imunopatologicamente ativo (fotoproduto) que vai induzir a resposta imunolgica, gerando sintomatologia 8,9,

  1. Os sintomas podem se manifestar num intervalo de minutos at semanas aps a exposio solar, e permanecer por semanas a meses 3,
  2. O tratamento de eleio nestes casos, geralmente, o uso de corticoides; primeiramente de forma tpica, e caso no se obtenha resultado satisfatrio, utilizam-se ento de forma sistmica (oral).

A fotoproteo deve ser permanente, reduzindo a chance de fotossensibilidade 3, Concluindo, apesar da popularidade atual desta prtica antiga, ressaltamos que as tintas de tatuagem podem causar reaes dermatolgicas, incluindo a dermatite fotoalrgica, motivo deste relato.

  1. A maioria dos indivduos no tem conhecimento dessas possveis reaes, devendo informar-se sobre a segurana destes produtos e procedimentos com seu mdico alergologista e/ou dermatologista; REFERNCIAS 1.
  2. Moretti T.
  3. Riscos toxicolgicos da tatuagens.
  4. Rev Inter Revista Intertox de Toxicologia, Risco Ambiental e Sociedade.2012;5(2):6-18.2.

Pires LMBAR. Riscos associados s tatuagens decorativas, Porto: ICABS, Universidade do Porto; 2014. https:// repositorioaberto.up.pt/handle/10216/76529 3. Herane MI. Reaccin de hipersensibilidad a tatuajes. Rev Chilena Dermatol.2014;30(1):77-84.4. Arl M. Tintas de tatuagem: identificao dos componentes e respostas toxicolgicas,

  • Florianpolis: Centro Tecnolgico, Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Ps-Graduao em Engenharia Ambiental; 2018.
  • Https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/191494/PGEA0595-D.pdf?sequence=-1∓isAllowed=y 5.
  • Ramos BAO.
  • Desenvolvimento de mtodos eletroqumicos para anlise de agentes txicos em tintas de tatuagem,

vora: Universidade de vora; 2018. http://rdpc.uevora.pt/bitstream/10174/23846/1/Mestrado-Bioqu%C3%ADmica- Bruna_Alexandra_Oliveira_Ramos-Desenvolvimento_de_m%C3%A9todos_eletroqu%C3%ADmicos.pdf 6. Ono MCC, Balbinot P, Morais RLSL, Freitas RS. Reaes ao pigmento vermelho.

  • Surg Cosmet Dermatol.2014;6(1):82-5.7.
  • Serup J, Kluger N, Bumler W.
  • Tattooed Skin and Health.
  • Curr Probl Dermatol.2015;48:48-60.
  • Doi: 10.1159/000369645.8.
  • Carlsen KH, Serup J.
  • Photosensitivity and photodynamic events in black, red and blue tattoos are common: A ‘Beach Study’.
  • J Eur Acad Dermatol Venereol.2014;28(2):231-7.9.

Soares MA, Santos D. Reaes adversas cutneas: fotoalergia. In: Soares MA, Santos D. Guia de Reaces Adversas a Medicamentos ; 2011. Disponvel em: http://ufn.med.up.pt/wp-content/uploads/2015/06/fotoalergia.pdf, Acessado em: 25/10/2020.

Voltar ao Topo Próximo Número

Asked By: Curtis Sanders Date: created: Feb 06 2023

Quanto tempo a tinta da tatuagem fica no sangue

Answered By: Caleb Brown Date: created: Feb 09 2023

1) Pode soltar um pouco de tinta e sangue – Esse sintoma pode assustar um pouco, mas fique tranquilo, por que é completamente normal. Logo após fazer a sua tattoo, o local pode soltar um pouco da tinta que foi injetada na pele. Essa tinta pode sair acompanhada por sangue e uma secreção, chamada plasma.

Esse processo pode demorar alguns dias para passar, mas tudo isso faz parte da cicatrização da tatuagem. Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios! Uma dica para amenizar a saída dessa secreção é lavar o local, pelo menos, 3 vezes ao dia com um sabonete neutro ou que não tenha fragrância e parabenos.

Depois, seque a região com um papel ou toalha delicadamente.

Quando a tatuagem da alergia?

As tatuagens causam reações na pele? – As tatuagens podem desencadear reações alérgicas na pele. Contudo, geralmente surgem apenas em pessoas com predisposição para alergias e, mesmo assim, ao fazer um antiinflamatório, a reação passa. A causa destas reações alérgicas não surge do processo de tatuar mas antes da composição dos pigmentos utilizados.

Asked By: Antonio Hayes Date: created: Sep 28 2023

Quanto tempo dura a alergia da tatuagem

Answered By: Ryan Hayes Date: created: Sep 30 2023

Cuidados básicos garantem que o desenho fique conforme o desejado, evitando uma infecção Quem Tem Alergia A Sulfato De Niquel Pode Fazer Tatuagem Tataduor durante tatugem (Foto: Unsplash) As tatuagens conquistaram bastante espaço entre todos nós, podendo ser de tamanhos variados, coloridas ou não, com desenhos, letras, frases e podem ser feitas nos lugares mais inusitados do corpo. No entanto, para que a tatuagem fique bonita, sendo um atrativo a mais para a pele, é fundamental atentar-se à cicatrização.

Qualquer descuido pode fazê-la infeccionar comprometendo o desenho. Segundo o dermatologista Fernando Passos de Freitas, inflamar não é comum, mas o risco não pode ser totalmente descartado. — É natural, em um prazo de até sete dias, a região tatuada ficar avermelhada, inchada e dolorida. Após tal prazo, se a região estiver inflamada será possível notar vermelhidão em alguns pontos, dor, elevação do desenho e coceira excessiva.

Em casos mais graves, pode até aparecer pus, indicando infecção — explica. Ao fazer uma tatuagem, alguns cuidados básicos são essenciais para que o desenho fique conforme o desejado, evitando sua descoloração, infecção e até deformidades. É necessário fazer um curativo no local com uma pomada que contenha ácido dexpantenol, cuja função é a reconstituição do tecido epitelial.

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp — A fixação dos pigmentos na pele ocorre por meio do processo inflamatório local que levará ao aparecimento de células chamadas macrófagos, que tentam destruir o pigmento, mas não conseguem e acabam formando o desenho da tatuagem — esclarece o dermatologista.

Continua depois da publicidade Lidar com uma tatuagem infectada é coisa séria. Ao menor sinal de inflamação, não ignore o problema. É preciso ficar alerta a qualquer alteração na coloração entre rosa e vermelho ao redor da tatuagem. — Ao notar qualquer alteração na cor da pele acompanhada de prurido, inchaço e vermelhidão nas primeiras 48 horas, busque orientação médica, pois a tatuagem pode ter infeccionado.

Asked By: Malcolm Perez Date: created: Apr 05 2024

Porque temos alergia a níquel

Answered By: Nathaniel Nelson Date: created: Apr 06 2024

Alergia a metais, problema frequente da modernidade A alergia a metais, especialmente ao níquel e ao cobalto, muito presentes em bijuterias, atingem cerca de 10% da população adulta. O níquel em especial pode, em contato com a pele através das exposições contínuas, causar inflamações em qualquer idade.

Estas inflamações são chamadas de dermatite de contato. Se desenvolvem lentamente, horas, dias, meses ou anos após a substância entrar em contato com algum local da pele. Há uma tendência genética para este tipo de alergia. A influência do modismo e estilo de vida tem papel importante no desenvolvimento da sensibilização.

Em 1950 o níquel foi incorporado a produtos como bijuterias, zíperes, suspensórios e cintos. Atualmente o níquel está presente em vários materiais de adorno, incluindo piercings, relógios, botões de roupas, cosméticos, alimentos, próteses ortopédicas, aparelhos ortodônticos e mesmo nas baterias de aparelhos celulares.

  • Até o ouro e a prata podem ter um pouco de níquel.
  • No dia a dia de consultório observamos um aumento contínuo de alergia ao níquel.
  • Se manifesta inicialmente com lesões avermelhadas, pruriginosas e algumas vezes, com pequenas bolhas e secreção.
  • O local habitual das lesões coincide com o local da exposição do agente causador.

Por exemplo, é frequente a inflamação nos lóbulos das orelhas pelo contato com o brinco ou a inflamação próxima ao umbigo pelo contato com os botões metálicos da roupa, cintos ou zíper. Com o tempo a sensibilização tende a se agravar ocorrendo lesões a distância do local inicial de contato, podendo disseminar para a pele toda.30 a 40% dos pacientes desenvolvem eczema nas mãos e com o tempo as lesões tendem a ficar com aspecto mais ressecado, muito pruriginoso pelo espessamento cutâneo.

  1. Pessoas alérgicas a este tipo de substância tem que tomar cuidado.
  2. É uma dermatite por sensibilização através do sangue, ou seja, dá alergia não somente no local que encostou o objeto, mas se dissemina para as áreas da pele em que não houve contato.
  3. A transpiração tende a piorar a alergia, pois o cloreto de sódio presente no suor promove a dissolução do níquel e a maior penetração na pele.

Por isso estes eczemas tendem a se agravar no verão. Deixar de ter alergia ao níquel é incomum, mas pode diminuir com o tempo. O melhor método para confirmar o diagnóstico clínico é através de teste de contato (patch test) com substâncias já padronizadas.

O mais importante a ser considerado é que a alergia não tem cura. O que deve ser feito é evitar o contato com o alérgeno responsável. Durante a crise alérgica, mesmo retirando o material desencadeador do contato com a pele, as lesões continuam inflamadas por 14 a 28 dias, pela sensibilização prévia das células relacionadas à alergia.

Neste momento é muito importante que o dermatologista trate o paciente com medicamentos para aliviar os sintomas. São utilizados desde medicamentos para uso local como pomadas à base de corticoides e antibióticos se houver secreção purulenta, até medicamentos sistêmicos para aliviar a coceira, inflamação ou infecção.

O paciente com alergia a metais deve ser educado em relação às medidas de prevenção, como por exemplo, não usar bijuterias ou trocar os botões de vestimentas por botões de plástico. Pessoas muito alérgicas podem contar na atualidade com o Ni Test, adquirido no Brasil através da internet. O kit tem 2 reagentes e aplica-se no objeto suspeito de conter níquel uma gota de cada solução com um aplicador tipo haste com ponta de algodão.

Se o objeto tiver níquel o aplicador fica rosa. Desta maneira o paciente pode identificar nos seus objetos o que deve evitar. Pessoas muito alérgicas precisam de apenas alguns minutos de contato para desencadear a alergia. Um botão encostado na barriga ou o ato de segurar moedas na mão podem ser suficientes para iniciar a alergia.

  1. Em 1992 a Dinamarca implementou uma regulamentação de limites de liberação de níquel através de objetos de metais de contato com a pele.
  2. Deste período para cá já houve, segundo as pesquisas, diminuição da sensibilização a este metal neste país.
  3. Em 1994 foi implementada medida semelhante na Europa.
  4. No Brasil ainda não há regulamentação sobre os níveis de níquel nos objetos que entram em contato com nossa pele.
You might be interested:  Medicamentos Para Quem Tem Alergia A Proteina Do Leite

Como dizem alguns, “este será o caminho da modernidade: achar soluções para os problemas que ela mesma cria”!

Qual panela é melhor para quem tem alergia a níquel?

O aço 420 é o mais seguro, pois não contém concentrações de níquel.

Quem tem alergia a níquel pode fazer Depilacao a laser?

Quais são as melhores técnicas de depilação para quem tem alergia? – Hoje o mercado conta com diferentes técnicas depilatórias, com alternativas voltadas para cada tipo de necessidade. Dos métodos tradicionais aos mais inovadores, é preciso conhecer bem as características da pele em questão para chegar à definição da melhor opção.

Depilação com cera: é o método mais tradicional de depilação, o qual utiliza a cera fria ou morna como principal ativo para a remoção total do pelo – desde a raiz. O método é bastante eficiente e duradouro. No entanto, pode causar alergias em organismos fragilizados. É preciso ter atenção à fórmula do produto antes de se expor ao uso da técnica. É um método que pode ser doloroso. Depilação com lâmina: esse é o método mais prático, mas que apenas corta o pelo superficialmente (ele não puxa desde a raiz). Apesar de ser pouco invasivo, pode ocasionar irritação e coceira na pele. Ainda, é preciso ter atenção para não sofrer com cortes e machucados. Em pacientes alérgicos a níquel e outros produtos existentes no aparelho de depilar, as reações também podem ocorrer. Essa técnica também pode favorecer a ocorrência de pelos encravados. Depilação com laser: esse é um dos métodos mais recentes de depilação e que tem se mostrado bastante satisfatório. Trabalha com a ideia de depilação definitiva e destrói a raiz do pelo, sem agredir a pele. Pode causar irritação e queimaduras na pele se realizado de forma incorreta. Nesse método, a maioria dos lasers não podem ser aplicados em peles bronzeadas e a indicação é esperar, em média, de 15 a 20 dias da última sessão para se expor ao sol novamente.

A ocorrência de reações alérgicas na depilação para o verão não é rara e pode acometer qualquer pessoa. Por isso, tenha cuidado: busque sempre pela melhor técnica e invista em rotinas de cuidado com a sua pele. Ir em uma consulta para uma avaliação com um alergologista e dermatologista é uma medida de prevenção e cuidado muito importante.

Asked By: Jesus Perez Date: created: Feb 24 2023

Onde tem sulfato de níquel

Answered By: Jeremiah Young Date: created: Feb 25 2023

Alergia a níquel: sintomas, causas e tratamento A alergia a níquel é uma reação inflamatória que acontece devido a uma resposta exagerada do sistema imunológico a esse mineral, causando sintomas como irritação e coceira na pele. O níquel, ou sulfato de níquel, é um mineral que pode ser encontrado em alguns acessórios e bijuterias, como brincos, colares, pulseiras ou relógios, além de utensílios de metal que contenham níquel em sua composição, e alguns alimentos, como banana, amendoim e chocolate, por exemplo. Quem Tem Alergia A Sulfato De Niquel Pode Fazer Tatuagem

Como saber se tenho alergia a tatuagem antes de fazer?

Como identificar que a tatuagem está causando alergia? – Ao fazer uma tatuagem, é preciso ter muita atenção ao comportamento da pele, especialmente, nos dias subsequentes da sua realização. Afinal, qualquer sinal diferente pode ser indício de uma reação alérgica. Entre os principais sintomas que comprovam que tatuagem pode causar alergia, estão:

Região com aspecto inchado. Vermelhidão excessiva ao redor da tatuagem. Muita coceira. Pequenas bolhas. Pele descamada.

Muito desses sintomas podem ser confundidos com o processo de cicatrização normal e esperado da tatuagem, e o quadro tende a ser identificado a partir da intensidade de sua manifestação. Durante o processo de formação das cascas, pode ocorrer coceira e até uma leve vermelhidão.

Quem tem alergia a níquel pode fazer Depilacao a laser?

Quais são as melhores técnicas de depilação para quem tem alergia? – Hoje o mercado conta com diferentes técnicas depilatórias, com alternativas voltadas para cada tipo de necessidade. Dos métodos tradicionais aos mais inovadores, é preciso conhecer bem as características da pele em questão para chegar à definição da melhor opção.

Depilação com cera: é o método mais tradicional de depilação, o qual utiliza a cera fria ou morna como principal ativo para a remoção total do pelo – desde a raiz. O método é bastante eficiente e duradouro. No entanto, pode causar alergias em organismos fragilizados. É preciso ter atenção à fórmula do produto antes de se expor ao uso da técnica. É um método que pode ser doloroso. Depilação com lâmina: esse é o método mais prático, mas que apenas corta o pelo superficialmente (ele não puxa desde a raiz). Apesar de ser pouco invasivo, pode ocasionar irritação e coceira na pele. Ainda, é preciso ter atenção para não sofrer com cortes e machucados. Em pacientes alérgicos a níquel e outros produtos existentes no aparelho de depilar, as reações também podem ocorrer. Essa técnica também pode favorecer a ocorrência de pelos encravados. Depilação com laser: esse é um dos métodos mais recentes de depilação e que tem se mostrado bastante satisfatório. Trabalha com a ideia de depilação definitiva e destrói a raiz do pelo, sem agredir a pele. Pode causar irritação e queimaduras na pele se realizado de forma incorreta. Nesse método, a maioria dos lasers não podem ser aplicados em peles bronzeadas e a indicação é esperar, em média, de 15 a 20 dias da última sessão para se expor ao sol novamente.

A ocorrência de reações alérgicas na depilação para o verão não é rara e pode acometer qualquer pessoa. Por isso, tenha cuidado: busque sempre pela melhor técnica e invista em rotinas de cuidado com a sua pele. Ir em uma consulta para uma avaliação com um alergologista e dermatologista é uma medida de prevenção e cuidado muito importante.

Quem tem alergia a níquel pode?

Alergia a metais, problema frequente da modernidade A alergia a metais, especialmente ao níquel e ao cobalto, muito presentes em bijuterias, atingem cerca de 10% da população adulta. O níquel em especial pode, em contato com a pele através das exposições contínuas, causar inflamações em qualquer idade.

Estas inflamações são chamadas de dermatite de contato. Se desenvolvem lentamente, horas, dias, meses ou anos após a substância entrar em contato com algum local da pele. Há uma tendência genética para este tipo de alergia. A influência do modismo e estilo de vida tem papel importante no desenvolvimento da sensibilização.

Em 1950 o níquel foi incorporado a produtos como bijuterias, zíperes, suspensórios e cintos. Atualmente o níquel está presente em vários materiais de adorno, incluindo piercings, relógios, botões de roupas, cosméticos, alimentos, próteses ortopédicas, aparelhos ortodônticos e mesmo nas baterias de aparelhos celulares.

Até o ouro e a prata podem ter um pouco de níquel. No dia a dia de consultório observamos um aumento contínuo de alergia ao níquel. Se manifesta inicialmente com lesões avermelhadas, pruriginosas e algumas vezes, com pequenas bolhas e secreção. O local habitual das lesões coincide com o local da exposição do agente causador.

Por exemplo, é frequente a inflamação nos lóbulos das orelhas pelo contato com o brinco ou a inflamação próxima ao umbigo pelo contato com os botões metálicos da roupa, cintos ou zíper. Com o tempo a sensibilização tende a se agravar ocorrendo lesões a distância do local inicial de contato, podendo disseminar para a pele toda.30 a 40% dos pacientes desenvolvem eczema nas mãos e com o tempo as lesões tendem a ficar com aspecto mais ressecado, muito pruriginoso pelo espessamento cutâneo.

  1. Pessoas alérgicas a este tipo de substância tem que tomar cuidado.
  2. É uma dermatite por sensibilização através do sangue, ou seja, dá alergia não somente no local que encostou o objeto, mas se dissemina para as áreas da pele em que não houve contato.
  3. A transpiração tende a piorar a alergia, pois o cloreto de sódio presente no suor promove a dissolução do níquel e a maior penetração na pele.

Por isso estes eczemas tendem a se agravar no verão. Deixar de ter alergia ao níquel é incomum, mas pode diminuir com o tempo. O melhor método para confirmar o diagnóstico clínico é através de teste de contato (patch test) com substâncias já padronizadas.

  • O mais importante a ser considerado é que a alergia não tem cura.
  • O que deve ser feito é evitar o contato com o alérgeno responsável.
  • Durante a crise alérgica, mesmo retirando o material desencadeador do contato com a pele, as lesões continuam inflamadas por 14 a 28 dias, pela sensibilização prévia das células relacionadas à alergia.

Neste momento é muito importante que o dermatologista trate o paciente com medicamentos para aliviar os sintomas. São utilizados desde medicamentos para uso local como pomadas à base de corticoides e antibióticos se houver secreção purulenta, até medicamentos sistêmicos para aliviar a coceira, inflamação ou infecção.

  1. O paciente com alergia a metais deve ser educado em relação às medidas de prevenção, como por exemplo, não usar bijuterias ou trocar os botões de vestimentas por botões de plástico.
  2. Pessoas muito alérgicas podem contar na atualidade com o Ni Test, adquirido no Brasil através da internet.
  3. O kit tem 2 reagentes e aplica-se no objeto suspeito de conter níquel uma gota de cada solução com um aplicador tipo haste com ponta de algodão.

Se o objeto tiver níquel o aplicador fica rosa. Desta maneira o paciente pode identificar nos seus objetos o que deve evitar. Pessoas muito alérgicas precisam de apenas alguns minutos de contato para desencadear a alergia. Um botão encostado na barriga ou o ato de segurar moedas na mão podem ser suficientes para iniciar a alergia.

Em 1992 a Dinamarca implementou uma regulamentação de limites de liberação de níquel através de objetos de metais de contato com a pele. Deste período para cá já houve, segundo as pesquisas, diminuição da sensibilização a este metal neste país. Em 1994 foi implementada medida semelhante na Europa. No Brasil ainda não há regulamentação sobre os níveis de níquel nos objetos que entram em contato com nossa pele.

Como dizem alguns, “este será o caminho da modernidade: achar soluções para os problemas que ela mesma cria”!

Asked By: Ralph Garcia Date: created: Feb 10 2024

Quem tem alergia a níquel pode usar aço cirúrgico

Answered By: Reginald Gray Date: created: Feb 11 2024

SIGA AS DICAS – Para evitar a exposição ao níquel e reduzir os sintomas basta seguir essas 5 dicas : 1 – Escolha jóias com cuidado. É comum que uma alergia ao níquel pode se desenvolver a partir do uso de jóias contendo níquel. Brincos, piercings e relógios são alguns dos maiores culpados; no entanto colares, anéis e pulseiras contendo níquel também podem desencadear os sintomas.

  1. Para evitar a exposição, usar apenas jóias feitas de metais como aço de grau cirúrgico inox, 18, 22, ou ouro amarelo 24 quilates, prata pura, ou platina.2 – Verifique o seu vestuário.
  2. Também é comum para fivelas de cintos, ganchos de sutiã, e botões de metal, zíperes e fechos podem conter níquel.
  3. Se a sua roupa tem estes materiais, o ideal é substituí-los por outros que sejam de plástico ou revestido de plástico.

Você também pode criar uma barreira entre estes itens e sua pele revestindo os itens com base de esmalte. No entanto, a base terá que ser reaplicada com freqüência.3 – Uso de capa eletrônica. Relatórios recentes sugerem que alguns dispositivos eletrônicos, incluindo telefones celulares, laptops e tablets, podem conter níquel.

  1. Para evitar a exposição, sempre use uma capa protetora em seus dispositivos eletrônicos.4 – Objetos Domésticos.
  2. Substituir os objetos contendo níquel por objetos feitos de outros materiais.
  3. Exemplos incluem chaves de bronze, lâminas de barbear revestida de titânio ou aço inoxidável, potes e panelas com alças de silicone e de titânio ou armações de óculos de plástico.5 – Cuidado com a alimentação.

Evite alimentos que contenham níquel se você é extremamente sensível ao níquel. Alguns alimentos que contêm grandes quantidades de níquel incluem produtos, tais como a soja, molho de soja e tofu-alcaçuz, trigo, cacau em pó, amêijoas, caju, e figos. Erupções cutâneas causadas por uma alergia ao níquel não apresentam risco de vida, mas podem ser desconfortável.

Related Question Answers